Skin and the city: como proteger a pele da poluição urbana?

Ah, saudades, saudades neste domingo chuvoso em terras de Vossa Austeridade. Acho que já mencionei algumas vezes este facto, mas voltarei a referir para vossa informação. Vivi grande parte da minha vida numa aldeia no norte de Portugal, mas, muito (in)felizmente, por motivos académicos e, futuramente, profissionais, vi-me voluntariamente obrigada a mudar-me para cidades de média a grande dimensão.

Primeiramente Lisboa, seguida de Berlim, passando para Munique, regressando a Lisboa e voltando a Munique. Que trará o futuro? Obviamente, morar numa cidade oferece enormes vantagens, mas seria feliz se tivesse a opção de não o fazer sem cometer suicídio profissional whatsoever! Ugh, não me quero queixar. Contudo, nem sempre é fácil habitar numa cidade quando bem se conhece a alternativa. Apartamentos minúsculos, locais abarrotados de gente, veículos, barulho e a lista continuaria.

Enfim, não gosto muito e a minha pele muito menos. Mas é, atualmente, a única forma de poder comprar todos os produtos de cuidados de beleza de que necessito. Estão comigo ou não se reveem nesta situação? Certo é que habitar numa zona de relativa urbanidade implica, muitas vezes, a exposição involuntária a sujidade, poeira, emissões de escape, monóxido de carbono, ozono, óxidos nitrosos, metais tóxicos, tabaco, barulho e amoníacos. Resultado? Pele cujos poros tendem a ficar obstruídos. Stress. Radicais livres.

Encorajando a oxidação das células saudáveis do nosso corpo, a presença anormal de radicais livres no nosso organismo tenderá a promover a perda de hidratação e elasticidade cutâneas, podendo resultar em sinais de envelhecimento. Considerando que a poluição citadina assume diversas vertentes, apresento-vos uma pequena lista com oito dicas que poderão reduzir os danos epidérmicos associados à vida urbana. Mesmo que tenham a sorte de não residir numa cidade, estes conselhos, associados a uma alimentação e estilo de vida saudáveis, poderão revelar-se úteis!

#1. Limpar a pele em profundidade.

Apesar de haver a necessidade de equacionar as necessidades específicas de cada pessoa e do seu tipo de pele, a minha recomendação geral consiste em produtos de limpeza de fórmula suave que sejam capazes de remover impurezas sem destruir os óleos naturais da pele, essenciais para a sua hidratação. Idealmente serão produtos sem álcool ou com teor reduzido desta substância, de modo a não secarem demasiadamente a superfície cutânea. Aconselho ainda a utilização de uma esponja ou escova manual / mecânica.

Diria que a limpeza em profundidade da pele, removendo maquilhagem, impurezas e excesso de óleo, será suficiente. Contudo, quem sentir que a sua pele não estará limpa ou tenha tendência para imperfeições a nível cutâneo poderá beneficiar de double cleansing vulgo uma segunda fase de limpeza. Esta deverá ser mais breve, ocorrer com menor intensidade, de modo a não irritar a pele, recorrendo-se para tal a um segundo produto.

#2. Aplicar protetor solar diariamente.

Sei que não me canso de repetir a mesma lengalenga. É um tópico prevalente no que toca aos cuidados de beleza. Fico com a sensação que dilemas como hiperpigmentação, envelhecimento precoce associado à exposição solar e alguns tipos de cancro da pele teriam menor incidência caso se usasse protetor solar diariamente. Também no caso da poluição urbana o protetor solar será de uso indispensável, de modo a proteger contra a radiação ultravioleta, que é responsável por sinais de envelhecimento precoce, sendo que estudos alegam que a poluição urbana poderá contribuir para o aparecimento de hiperpigmentação.

Escolham, se possível, um produto com substâncias antioxidantes que, assim, conferirá proteção adicional, reforçando assim a ação do protetor solar e neutralizando o impacto de alguns poluentes. Aqui encontrarão #theccchoices, analisadas e aprovadas por mim. Fiquem, todavia, cientes de que um protetor solar normal é capaz de muito, mas não protegerá completamente contra os efeitos nocivos da poluição a nível cutâneo. Podem informar-se sobre o tema da proteção solar aqui.

#3. Proteger a pele usando antioxidantes.

Por mais elementares que pareçam, os dois passos acima são vitais para a redução da nocividade da poluição urbana. Felizmente, existem formas complementares de assegurar a proteção contra a poluição. Resumidamente, a exposição contínua a substâncias poluentes e, particularmente, níveis anormais de ozono no ar contribuirá para a oxidação dos lípidos constituintes da epiderme, causando inflamação e a destruição da barreira protetora da pele.

Daí a importância da aplicação tópica de antioxidantes ou produtos que os contenham. Particularmente o uso diário de antioxidantes como vitamina B3 (niacinamida), vitamina C, vitamina E, EGCG vulgo substâncias presentes no chá verde, resveratrol, óleo de argão ou de jojoba protegerá a pele das agressões do quotidiano, reparando danos existentes. Não tenham receio de combinar antioxidantes. Muito pelo contrário! Quando usados em simultâneo, tendem a complementar-se, aumentando a sua eficácia.

#4. Esfoliar a pele várias vezes por semana.

Fazendo parte da comunidade dos Esfoliadores Anónimos há anos, é um passo que não dispenso. Não me refiro exclusivamente àqueles produtos com grânulos de textura relativamente àspera. Há esfoliantes e esfoliantes por esse mundo fora! E, para benefício da vossa pele, o ideal seria combinar esfoliantes físicos e substâncias com propriedades esfoliantes vulgo esfoliantes químicos.

Relativamente aos esfoliantes físicos, recomendo que escolham produtos com grânulos de pequena dimensão, para evitar lesões cutâneas. Quanto aos esfoliantes químicos, as possibilidades mais recorrentes são alfa- e beta-hidroácidos assim como enzimas de origem vegetal. Em suma, as maiores vantagens da esfoliação residem no facto de incentivar a renovação celular como forma de prevenir e tratar a oxidação acima referida, permitindo também uma melhor absorção de produtos cosméticos.

#5. Colocar creme hidratante com regularidade.

Algumas pessoas poderão não se rever na necessidade de aplicar creme hidratante pelo menos duas vezes por dia no rosto e uma vez diariamente no resto do corpo. Sobretudo aqueles que têm pele mista, oleosa ou de tendência acneica poderão recear o uso frequente de creme, por crerem que fomentará o aparecimento de imperfeições. Se usarem um creme indicado para o vosso tipo de pele, tal não acontecerá.

A importância do uso de um creme hidratante reside na necessidade de reforçar a barreira protetora da pele perante as agressões infligidas pela poluição urbana. Se a barreira epidérmica não for protegida com creme hidratante e, idealmente, substâncias antioxidantes bem como protetor solar, não poderá exercer a sua principal função a nível imunitário que consiste em não absorver partículas poluentes. A saúde da barreira protetora da pele reflete-se ainda na produção normal de colagénio.

#6. Hidratar a pele ao longo do dia. 

Sempre que possível, procurem hidratar a vossa pele ao longo do dia não apenas através da ingestão de líquidos, mas igualmente por via epidérmica. Contribuindo para a redução da probabilidade de inflamação e propagação de batérias, produtos como os face mists vulgo hidratantes faciais em formato de spray. Obviamente, água simples ou infusionada, águas termais bem como água de rosas serão excelentes alternativas.

Hidratem a pele sobretudo após estadias prolongadas no exterior. Também poderão utilizar este tipo de hidratantes faciais antes de aplicarem creme hidratante ou imediatamente antes de colocarem maquilhagem. Em alguns casos, poderão ainda ser usados para fixar a maquilhagem. De qualquer maneira, uma pele hidratada irradia vitalidade e poderá proteger-se melhor contra as agressões do dia a dia.

#7. Utilizar máscaras faciais contra os efeitos da poluição.

A tendência anti-poluição no mercado de produtos cosméticos não vai a lado nenhum, meus caros! Impulsionada sobretudo por consumidores asiáticos, existe uma quota de mercado de proporções crescentes exclusivamente dedicada a produtos que alegam regenerar e proteger pele exposta a poluentes (sobretudo aéreos). Considerem o uso de máscaras faciais como um tratamento semanal contra os efeitos nocivos da poluição na pele assim como uma oportunidade de relaxarem por alguns minutos.

Aspetos a terem em conta aquando da aquisição de uma máscara facial que vise em particular os efeitos da poluição serão, se assim desejado, a presença de antioxidantes, esfoliantes químicos e, idealmente, evidência da sua ação contra determinados poluentes. À mente veio imediatamente a Khiel’s Cilantro & Orange Extract Pollutant Defending Mask, que terá sido testada contra o poluente óxido de ferro negro. Se quiserem saber como tirar o máximo partido de qualquer máscara que usem, cliquem aqui.

#8. Evitar as horas de ponta.

Esta sugestão poderá ser difícil de aplicar para alguns de vós. Contudo, acreditem que poderá não só trazer enormes vantagens a nível físico, mas também emocional. Durante as horas de ponta em zonas urbanas, a concentração de poluentes tenderá a aumentar drasticamente. Evitando áreas particularmente movimentadas durante horas de maior tráfego poderá contribuir de forma significativa para a redução da vossa exposição à poluição urbana.

De forma inerente e numa nota mais positiva, evitar as horas de ponta implicará que comecem o vosso dia um pouco mais cedo, tendo a oportunidade de melhor se prepararem para os desafios que vos aguardam. Ter tempo para relaxar, nutrir-se adequadamente e dirigir-se com calma para o seu local de estudo ou de trabalho, evitando o caos citadino, é uma das melhores formas de prevenir situações de stress, responsáveis pela formação de radicais livres no organismo.

E vocês? O que têm a dizer destas dicas? Esqueci-me de mencionar alguma forma de evitar os danos causados pela poluição urbana na pele? Gosta(ria)m de habitar numa zona urbana? Desejo-vos uma excelente semana! C.

Anúncios

One thought on “Skin and the city: como proteger a pele da poluição urbana?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s