Aplicar protetor solar em cinco passos.

Se nas últimas publicações abordei informações relevantes sobre o conceito de protetor solar e alguns mitos acerca deste tipo de produto e do seu uso, chegou o momento de elaborar acerca da sua aplicação. Se ainda não escolheram o protetor solar que melhor vos assentará, com base no vosso tipo de pele e nas suas necessidades, cliquem aqui. E, caso tenham ouvido alguém dizer que o protetor solar é desnecessário ou mau para a saúde, leiam isto agora.

Convencidos? Ainda bem! Assim, podemos prosseguir. Não há, em boa verdade, muitos segredos no que concerne à aplicação do protetor solar. Existem, todavia, alguns aspetos a ter em particular atenção, de modo a tirarem o máximo partido do produto e protegerem a vossa pele de forma eficaz. É mais fácil do que poderá aparentar, mas requer alguns cuidados, na medida em que só assim é possível ativamente prevenir possíveis escaldões, o envelhecimento precoce da pele e até sintomas associados ao cancro da pele.

#1. Aplicar o protetor solar como último passo da rotina de beleza.

Grande parte dos cientistas e especialistas em dermatologia são de opinião que, para ter igual eficácia à verificada em testes laboratoriais, o protetor solar deverá ser aplicado no fim da rotina de cuidados de beleza. Como já havia referido num artigo anterior, é assim que o seu fator de proteção solar e eficácia são testados, pelo que um comportamento que se desvie desta norma poderá afetar o seu modo de funcionamento.

Idealmente, o protetor solar será sempre aplicado a seguir a produtos como sérum, creme hidratante e, opcionalmente, artigos de maquilhagem. Autores como Paula Begoun, associada à marca Paula’s Choice, não consideram o creme um produto essencial, na eventualidade do protetor solar usado possuir características hidratantes e ingredientes que potenciem a saúde cutânea. Tendo em conta que Begoun teve acne, esta é, a meu ver, uma recomendação sensata. Não obstante, pessoas que, tal como eu, têm pele normal a seca poderão beneficiar da aplicação de creme hidratante pelo menos duas vezes ao dia.

Onde parece haver consenso é nos benefícios do uso de um sérum rico em antioxidantes antes da aplicação do protetor solar. Os antioxidantes poderão atuar como uma extensão das propriedades do protetor solar, protegendo a pele contra os danos causados pela radiação ultravioleta e ajudando-a a conservar uma aparência saudável. Recomendo vivamente que se evite a utilização de séruns que contenham vitamina C, retinol (uma forma da provitamina A), hidroxiácidos e beta-hidroxiácidos bem como matrixyl durante o dia ou imediatamente antes da aplicação do protetor solar, devido à fotossensibilidade associada a estes ingredientes.

Como referi há dois parágrafos, o protetor solar é mais eficaz quando aplicado após qualquer produto de beleza, incluindo artigos de maquilhagem. Sabendo que muitas pessoas se sentem confortáveis com maquilhagem e receiam que aplicar uma camada de protetor solar venha a estragar o seu look, não é realista esperar que se abdique de um em prol do outro. Por isso, abaixo encontram quatro dicas para utilizar maquilhagem e protetor solar sem prejudicar radicalmente a eficácia de ambos.

#1.1. Algumas dicas para quem quer usar maquilhagem e protetor solar.

1. Vamos partir do princípio que desejam tentar aplicar protetor solar no fim da vossa rotina de cuidados de pele e maquilhagem. Caso seja o mais indicado para o vosso tipo de pele, prefiram fórmulas leves e hidratantes que contenham ingredientes químicos. Por norma, este tipo de protetores solares, rotulados de químicos, são mais fáceis de aplicar do que os protetores solares minerais (também designados de filtros físicos), na medida em que não são tão opacos. Por seu lado, devido à presença de ingredientes como o dióxido de titânio e o óxido de zinco, os filtros físicos tendem a deixar a pele com um aspeto ligeiramente esbranquiçado, apresentando ainda, normalmente, uma consistência mais espessa.

2. Supondo que a primeira possibilidade não deu resultado ou que não querem de todo aplicar protetor solar por cima da vossa maquilhagem, resta-nos aplicar o protetor solar antes da maquilhagem. Esta dica só funcionará se o protetor solar que utilizarem contenha ingredientes químicos, pois os filtros físicos necessitam de ser aplicados por cima de qualquer outro produto, para que possam refletir e dispersar fotões ultravioleta. Depois dos cuidados de pele, apliquem o protetor solar químico e esperem pelo menos sete a dez minutos antes de colocarem qualquer produto. Este tempo de espera é necessário para que a pele absorva os ingredientes que lhe permitirão, mais tarde, combater os fotões ultravioleta associados à luz solar. De seguida, apliquem base ou creme BB, CC, whatever sem esfregar o produto na cara com relativa intensidade. O objetivo é uniformizar o produto, aplicando-o com suavidade e pouca pressão. Note-se ainda que, apesar destes conselhos, a eficácia do protetor solar poderá ser menor neste caso. Se optarem por um produto de maquilhagem com SPF, tal poderá ajudar a colmatar a possível perda de eficácia associada à ordem inversa de aplicação do protetor solar nesta situação.

3. Outra possibilidade poderá ser, por exemplo, misturar base ou creme BB / CC e protetor solar. Só funcionará à partida com protetores solares convencionais, porque, como referido anteriormente, os protetores solares minerais / filtros físicos necessitam de ser aplicados sob a forma de camada na superfície cutânea, de forma a exercerem as suas funções de forma eficaz. É importante aplicar a quantidade recomendada de protetor solar, mesmo que tal implique usar menos base ou creme BB / CC. Poderá, não obstante, ocorrer perda de eficácia do protetor solar. Outra sugestão é usar apenas um protetor solar que já contenha cor em substituição do produto de maquilhagem habitual ou até a seguir a este, embora não tenha a certeza se esta última hipótese poderá surtir o efeito desejado.

4. Para peles sensíveis, com tendência acneica, passíveis de contrair alergias ou com distúrbios cutâneos como rosácea ou eczema, os filtros físicos poderão constituir a solução ideal para garantir a proteção solar. Contudo, não são eficazes quando aplicados antes da maquilhagem e, quando aplicados após, poderão deixar a pele com um aspeto esbranquiçado. Que fazer? É possível colocar filtro físico nos dedos e, com toques leves, aplicar o produto no rosto e pescoço, percorrendo todas as partes que estarão expostas à radiação ultravioleta. Tocando cuidadosamente e assim aplicando o filtro físico na pele maquilhada, é possível contornar a desvantagem associada ao aspeto esbranquiçado do produto. É importante repetir este passo pelo menos duas a três vezes, de forma a garantir que se forma uma camada protetora na superfície cutânea.

5. Usar produtos de proteção solar que existam na forma de spray, sérum ou pó (fixador) poderá ser uma opçāo adicional. Como cada caso é um caso, se optarem por usar um produto deste género prestem atenção à lista de ingredientes, nomeadamente ao tipo de proteção oferecida, certificando-se que a quantidade necessária é utilizada e reaplicada sob a maquilhagem. Tratando-se de protetores solares e não de cosméticos com FPS, não deverão, à partida, comprometer a eficácia do produto. Sobretudo no caso de sprays, é importante evitar a inalação do produto por via oral ou nasal. 

#2. Utilizar a quantidade recomendada de protetor solar.

Geralmente, recomenda-se que o protetor solar seja aplicado de forma liberal, o que significa sem reservas e quanto baste para assegurar o seu efeito. Mas o que significa isso em termos quantitativos? Embora seja comum especificar quantidades como meia colher de chá para a cara ou um copo de shot cheio para o corpo, sendo exemplo instituições como a American Academy of Dermatology, a verdade é que essas medidas podem vir a induzir em erro.

Assim, a melhor forma de garantir que a vossa pele recebe a proteção solar que necessita na devida quantidade é precisamente aplicar uma camada ligeiramente visível de protetor solar na pele. Isto não significa cobrir a pele ao ponto de esta ficar bastante esbranquiçada. Embora não tenha nada contra isso, acho que é desperdício de produto. Basta aplicar protetor solar ao ponto de ser percetível que ali se passou alguma coisa, entendem? Deve notar-se um brilhozinho algo esbranquiçado e a pele deve ficar um nada mais clara do que estaria sem protetor solar.

#3. Cobrir todas as zonas que venham a estar expostas à luz solar.

Uma das principais recomendações trata-se precisamente de massajar o produto, espalhando-o de modo a alcançar todas as zonas que venham a estar expostas aos fotões ultravioleta. Não será necessário esfregar o produto, pois, no caso dos protetores solares químicos, este deve ser absorvido pela pele e, se for um filtro físico, é importante que se forme uma camada que venha a refletir e dispersar radiação ultravioleta.

É comum ver diagramas acerca da aplicação mais indicada para o protetor solar, incentivando um determinado modo de uso e demonstrando os passos a seguir. Sinceramente, não sei se ajuda muito, mas sei que mal não fará. Muitos explicitam, todavia, que a aplicação deverá ser feita de baixo para cima, no que concerne às zonas do pescoço e do peito bem como a algumas partes do rosto. Prefiro fazer precisamente o contrário, porque para deitar abaixo já existe a gravidade.

Mas é uma preferência absolutamente pessoal. Desde que apliquem protetor solar em todas as zonas (mesmo todas!) que venham a estar expostas ao sol, inclusivamente contorno dos olhos, lábios, orelhas, nuca e, possivelmente, calva vulgo careca, não há motivos para preocupação adicional. Aliás, estas zonas tendem a ser das mais esquecidas e particularmente o contorno dos olhos e as orelhas são as que mais manifestam os primeiros sintomas físicos associados ao cancro da pele. Especial atenção merecem ainda cicatrizes, feridas e sinais.

#4. Esperar alguns minutos antes de sair.

Não há grande unanimidade. Se a Skin Cancer Organisation recomenda estritamente a aplicação de protetor solar com trinta minutos de antecedência à exposição ao sol, outras referências sugerem um período de espera que ronde os quinze a trinta minutos. A única certeza no meio disto tudo é a necessidade de aplicar protetor solar antes de se expor aos primeiros raios de sol, sobretudo no que toca ao uso de protetores solares que contenham ingredientes que necessitem de ser absorvidos para poderem funcionar de forma eficaz.

Pois é, gente, mais vale andar a desfilar em leitão por casa, à espera que o protetor solar seja absorvido pela pele ou seque, do que apenas aplicar o produto no momento de chegada à praia piscina, parque aquático, montanha ou a qualquer outro local, pois é precisamente a partir do momento de contacto com os primeiros raios de sol que possíveis danos começarão a ocorrer.

#5. Recordar-se de aplicar o produto novamente ao longo do dia.

Esta é a parte aborrecida, mas que tenho vindo a referir tantas vezes ao longo das últimas publicações. Assim sendo, é realmente necessário aplicar protetor solar ao longo do dia, sobretudo em caso de exposição solar prolongada. De forma geral, deve-se aplicar protetor solar a cada duas ou três horas, sendo que, no caso dos ingredientes Mexoryl SX e Mexoryl XL, este período poderá ser alargado, devido à maior durabilidade de ambos.

Importa ainda recordar que mesmo que um protetor solar seja comercializado como “resistente à água”, tal não implica que não haja necessidade de voltar a aplicar o produto. Porque há. Consoante a informação na embalagem, esse período de tempo poderá variar entre 40 a 80 minutos. Esta estimativa significa que foi testado (e comprovado) que um determinado protetor solar se manterá na pele durante 40 ou 80 minutos após o contacto com água.

Agora que já abordei, de forma completa, detalhes sobre o conceito de protetor solar e argumentei contra alguns mitos recorrentes associados a este produto, espero ter trazido alguma clareza no que toca à aplicação mais correta deste tipo de cosméticos. Neste âmbito, o último assunto que se segue é a importância do uso de protetor solar no quotidiano face aos perigos associados ao sol, um tema que espero desenvolver em breve. Até lá, um ótimo domingo e um excelente início de semana! C.

Anúncios

3 thoughts on “Aplicar protetor solar em cinco passos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s