#1 Worth sharing: 9 formas fáceis de ajudar o meio ambiente.

Sim, o dia da Terra celebra-se anualmente a 22 de abril, mas a homenagem ao nosso planeta através de ações responsáveis e consequentes deve ocorrer diariamente. Contudo, nem sempre é fácil saber o que fazer e por onde começar. Por vezes, há, de certa forma, um sentimento de impotência generalizado que chega a travar qualquer desejo de agir.

Pois é, há dias em que parece que o mundo se encontra em chamas… Conflitos bélicos, divisões sociais, políticas que parecem não ter em consideração o bem-estar do cidadão comum e muito menos pela preservação do meio-ambiente… Injustiças mil. Como não perder a esperança num mundo melhor? Que posso eu, individualmente, fazer para ajudar o meio ambiente no dia a dia?

Há razões para sorrir. O ano de 2016 trouxe notícias positivas como, por exemplo, a estagnação das emissões de carbono na atmosfera e a aposta crescente em energias renováveis. Aliás, para além da inconfundível página The Great News Network,  existe um excelente blog em língua inglesa que se especializa na transmissão de notícias positivas relacionadas com o meio ambiente.

Notícias como o aumento da população de manatins, uma espécie ameaçada, ou a redução do uso de carvão na União Europeia são avanços tremendos e trazem a esperança de um futuro melhor. Notícias que apenas são notícia porque existe muita boa gente que quer fazer a diferença. Porque cada um de nós pode fazer a diferença.

Quero convidar quem me lê a fazer algo mais, algo que esteja ao seu alcance, pelo planeta, por si e pelos outros. As dicas abaixo são, a meu ver, fáceis de aplicar no dia a a dia e eficientes. Partilho estas ideias na esperança de poder informar e criar diálogo em torno deste tema e, se puder estimular à ação, essa será a grande vitória deste blog.

#1. Levar um saco de compras na mala ou no bolso:

Trazer um saco de compras, de preferência reutilizável, para todas as ocasiões é uma excelente maneira de evitar comprar sacos de plástico num supermercado ou numa loja, ajudando assim a preservar o meio ambiente, impedindo que estes contaminem ecossistemas e asfixiem animais. É também uma excelente forma de poupar alguns cêntimos com cada ida a um hipermercado.

#2. Fazer uma lista de compras (preferencialmente virtual ou mental):

Como pode uma lista ajudar o planeta? Uma lista semanal pode reduzir o desperdício alimentar, servindo para ponderar escolhas e reduzir a impulsividade associada ao ato de compra. Para uma maior eficácia, recomendo que se organize a lista tendo em conta as refeições que irão ser cozinhadas e não propriamente alimentos de forma individual. Memorizar a lista de compras ou criá-la num aparelho eletrónico evita ainda que se gaste papel que dificilmente poderá ser reaproveitado.

#3. Evitar alimentos que contenham óleo de palma:

Graças aos baixos custos de produção desta matéria-prima, a sua presença nos mais diversos alimentos, cosméticos e produtos de higiene aparenta ser incontornável. Tendo em conta a crescente procura do óleo de palma, é considerada uma indústria altamente lucrativa em países como a Malásia, Indonésia e Brunei, levando, muito infelizmente, à deflorestação e destruição irreversível da biodiversidade.

Estima-se que 98 porcento das florestas da Indonésia sejam destruídas para dar lugar a plantações que originem óleo de palma, algo que faz deste país um dos maiores emissores de carbono do planeta. 

Sabendo que a Malásia, o maior produtor de óleo de palma, continua a defender esta indústria com unhas e dentes, temos que ser nós a fazer algo. Não é realista pedir que se pare de consumir óleo de palma completamente. Mas é, a meu ver, correto pedir que se leia atentamente a lista de ingredientes de um produto antes da aquisição e, caso seja possível, que se opte pela alternativa sem óleo de palma, mesmo que tal implique usar mais alimentos que não tenham sido processados ou cozinhar mais frequentemente.

#4. Consumir menos alimentos com grande impacto ambiental:

Não me refiro apenas (e previsivelmente) a produtos de origem animal. A produção de alimentos como o abacate, quinoa, arroz, amêndoas, pistácios e o açúcar também acarreta um uso bastante elevado de sistemas de irrigação e pesticidas, sendo, em alguns casos, associada à deflorestação e secagem de solos aráveis. Deste modo, moderar o seu consumo, encontrando alternativas semelhantes de um ponto de vista nutricional é uma boa forma de ajudar o meio ambiente e variar a alimentação.

Não é, a meu ver, o alimento em si que constitui o problema, mas sim a quantidade. Há que tentar reabilitar a sustentabilidade das produções, por exemplo, através da escolha de produtos que necessitem de menos água, fertilizantes e emitam menos carbono. Idealmente também se deverá apostar no consumo de produtos da região (ou do continente), reduzindo assim o impacto ambiental associado ao transporte de mercadorias. Para além do mais, plantar uma pequena horta é sempre uma excelente ideia. ❤

#5. Investir em peças de roupa de maior qualidade: 

A indústria da moda, sobretudo quando associada ao conceito de fast fashion, tem vindo a crescer a um ritmo veloz, principalmente nos países em desenvolvimento, sacrificando para isso uma maior quantidade de recursos.

Apostem em peças de maior qualidade, atemporais e essenciais que não se estraguem após duas utilizações. Mesmo que pareça que estão a gastar mais dinheiro em vestuário, a verdade é que precisarão de comprar menos peças de roupa. Os chinelos de cinco euros da marca internacional X que compraram só para estrear e ficaram a ocupar espaço no armário? Só fazem mal ao planeta e à vossa carteira. Quero-vos bonitos e charmosos! Mas de forma um pouco mais sustentável.

#6. Viajar menos de avião e preferir meios de transporte públicos terrestres:

Esta é fácil, porque andar de avião não é de todo a minha atividade favorita. Tenho pânico, detesto, sei lá… As viagens de avião e meios de transporte áereos semelhantes são responsáveis por elevadas emissões de carbono e optar, sempre que possível, por viajar por via terrestre é uma opção responsável para com o meio-ambiente. Entre os transportes terrestres, escolher meios de transporte públicos é uma decisão acertada do ponto de vista ambiental. Um ligeiro aparte: desodorizante, deodorante, antitranspirante, gente, suplico-vos, peço que usem. Mas não em formato de aerosol.

#7. Demorar menos dois minutos no duche:

Poupem tempo, poupem água, poupem dinheiro… Sinceramente, só vejo vantagens em tentar tomar um duche da forma mais rápida possível. Menos vida dentro do chuveiro é mais vida fora do chuveiro. 😉

#8. Pagar contas online sempre que possível:

A ideia aqui é reduzir os custos ambientais associados ao transporte e emissão de cartas. Menos papel, menos problemas.

#9. Ter uma caneca preferida e uma garrafa reutilizável:

Prefiram beber café ou chá através de uma caneca em vez de utilizarem copos descartáveis. Não comprem garrafas de plástico a não ser que seja estritamente necessário; como alternativa, podem usar uma garrafa reutilizável e enchê-la com água filtrada da torneira. Os tupperwares são nossos amigos e uma excelente forma de substituir embalagens de plástico que não podem vir a ser usadas de novo. Evitem o desnecessário e o descartável. E, já que falamos em bebidas, o café e o café a granel são mais sustentáveis que cápsulas ou saquetas.


Tentei – mas será que consegui? – trazer sugestões originais e fáceis de aplicar no dia a dia, o que não invalida, de forma alguma, a importância de reciclar, reutilizar e pensar duas vezes antes de comprar.

Não é fácil, mas não é impossível. Com estas dicas, torna-se até mais simples do que se poderia imaginar. A verdade é que pequenos gestos, repetidos ao longo do tempo, podem ter consequências imensas. O importante é continuar a tentar e, mesmo que haja momentos em que não se consiga fazer melhor, nunca desistir. E, por favor, manter a discussão acerca da necessidade de fazer algo pelo meio ambiente. Só através da informação é que podemos mudar o mundo.

O meu muito obrigada a todos vocês que encetam esforços para preservar o meio ambiente. Vão tentar alguma destas sugestões? Conhecem outras formas de melhorar o meio ambiente? Partilhem, por favor. C.

Anúncios

2 thoughts on “#1 Worth sharing: 9 formas fáceis de ajudar o meio ambiente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s